Produtos reutilizáveis naturais e biológicos para bebés e mamãs ecológicos.

Fraldas de Pano - conselhos e acessórios

Conselhos para quem quer começar a utilizar fraldas reutilizáveis:

  • Estudem os sistemas e os modelos com calma e não adquiram todas as fraldas de um só tipo nem de uma só marca, pois o ajuste vai variar consoante a fisionomia do bebé (e também com as diferentes fases dentro do mesmo bebé).
  • Juntem-se ao Grupo de Facebook das Fraldas Reutilizáveis para irem aprendendo com outras mamãs e conhecendo todos os truques.
  • Juntem-se também ao grupo de Compra e Venda de Fraldas Reutilizáveis e estejam atentas a oportunidades que surjam no mercado de segunda mão.
  • Existem duas alturas-chave para comprar fraldas com desconto: a Black Friday, em Novembro, e a Nappy week, em Abril. Fiquem atentas às promoções nestas datas nos sites nacionais e internacionais.(...)
  • A maior parte dos vendedores são online mas se tiverem alguma loja física por perto vão até lá para verem as fraldas ao vivo. Outra hipótese é também combinarem com algum vendedor online da vossa zona que vos possa ajudar e prestar consultoria nesta matéria.
  • Testem vários modelos no bebé e depois de perceberem o que funciona melhor comecem a compor o vosso stock. Tudo vai depender do investimento inicial que tiverem mas eu diria que um stock mínimo, dos mínimos, deve ter 18 fraldas (para um bebé que já não é recém-nascido) e um stock confortável 24 para se poder lavar e secar a cada 2 dias sem estar a contar fraldas. Contemplem por ex 1/3 das fraldas para saídas, umas 2 ou 3 para a noite e as restantes para casa, para a creche ou para ambas.
  • Dêm preferência a fibras naturais (algodão, bambú, cânhamo, sempre mais respiráveis, melhores para a pele do bebé, melhores para lavar a altas temperaturas sempre que necessário e menos susceptíveis de causar entupimentos e maus cheiros (ex: algodão vs microfibra).
  • Depois das fraldas há ainda alguns complementos que também vão precisar mas tenho de guardar essa informação para um novo artigo que este já vai longo. A saber: toalhitas reutilizáveis, sabão de côco, detergente, sacos impermeáveis, fleeces, liners entre outros.
     

Como devem calcular já experimentei imensas marcas e modelos mas se as fosse aqui a mencionar todas não havia papel que chegasse... Para além das já mencionadas, vale reforçar que a Mita e a Fluffy Diapers são marcas portuguesas ambas com excelente qualidade. Na galeria podem ver fotos do meu stock de fraldas reutilizáveis. E vá, toca a começar a pesquisar, já não têm desculpa para não usar fraldas reutilizáveis!!!

MÃE BIO-LÓGICA | ACESSÓRIOS PARA FRALDAS REUTILIZÁVEIS (...)
Por Linda Barreiro

Terminamos esta série de artigos de fraldas reutilizáveis da melhor forma possível: na semana em que decorre a Nappy Week 2016, com descontos em fraldas e afins em sites nacionais e internacionais - desde 18 até 24 de Abril - e com um Giveaway do Eu, Mãe com a Meekbum Fraldas de Pano.

Se ainda não tiveram coragem para se lançarem no mundo das fraldas de pano confiram o que mudou desde há 35 anos aqui, consultem os tipos de fraldas modernas e saibam mais sobre modelos e marcas aqui. Espero que esta informação vos tenha sido útil ou que pelo menos tenha descomplicado este bicho-de-sete cabeças que se faz crer que existe em torno nas fraldas reutilizáveis e aproveitem a Nappy Week!

Toalhitas reutilizáveis

São quadrados de algodão/flanela que servem para limpar o rabinho do bebé. São em tudo iguais às toalhitas de bebé mas em pano e laváveis. As toalhitas podem ser usadas secas - apenas borrifadas com uma solução caseira (eu uso água com óleo de calêndula) na hora da muda da fralda -, podem ser humedecidas na mesma solução caseira e levadas num saco impermeável para a rua ou podem ser trasportadas secas e depois serem molhadas, numa torneira por exemplo, na altura da mudança da fralda. Existem até aquecedores de toalhitas que as mantêm húmidas e mornas sempre preparadas para limpar o rabinho do bebé. Basicamente as toalhitas reutilizáveis servem para tudo, tal como as descartáveis (lenço para o nariz, humedecidas para limpar a boca ou a cara, só não tiram nódoas como as outras!). Existem sacos impermeáveis pequenos para transportar toalhitas humedecidas. Quem for jeitoso para a costura pode pegar num lençol antigo, cortar quadradinhos de pano e costurar, mais barato impossível!

Para mim as toalhitas são mais para mandar para a escola e para levar para a rua. Em casa quando há cocó vai diretamente para o lavatório. Quando era muito bebé usávamos uma bacia com água morna no trocador e secávamos com uma musselina.

 

Sacos impermeáveis 

Sugiro que tenham alguns. Eu tenho 2 de balde e 2 de transporte. Os de balde vão lavar juntamente com as fraldas, nessa altura substituo logo pelo suplente. Os outros 2 sacos de transporte uso para a escola. Comprei sacos médios daqueles com 2 bolsos (um para colocar fraldas lavadas e outro para colocar fraldas sujas). Os meus sacos têm um quadradinho de pano cozido para se poder colocar uma gota de óleo essencial. Eu coloco sempre umas gotinhas para irem cheirosos para a escola. Caso o vosso não tenha podem colocar umas gotinhas numa toalhita dentro do bolso das fraldas sujas do saco que faz o mesmo efeito. No balde grande também coloco uma toalhita com umas gotas de óleo essencial. Costumo usar o de Tea Tree Oil que tem propriedades anti-virais e anti-fúngicas mas intercalo com rosa damascena ou bela-luz, cheiros que adoro!

 

Detergente

Recomenda-se o uso de detergente em pó e pode-se usar qualquer um desde que não tenha enzimas e branqueadores óticos (quase todos, à excepção dos ecológicos, têm). Lixívia não está recomendada nas fraldas embora se diz ser a única forma de desinfetar a sério pois mata os bichos todos. Para tirar manchas que não saiam na lavagem, colocam-se colocar (as manchas de cocós de recém-nascido saem todas com o sol). Normalmente quando as fraldas lavam a 60º as manchas não subsistem mas caso não desapareçam pode-se usar um branqueador por oxigenação (coloca-se a fralda de molho umas horas) que não estraga e ajuda a tirar manchas. A quantidade de detergente também não deve ser tida em conta: nem pouca, nem demasiada, dependendo das marcas de detergentes as dosagens variam, porém é fácil perceber quando a quantidade de detergente é insuficiente, sente-se no próprio cheiro das fraldas. Lavo as fraldas normalmente a 40º e 1 ou 2 vezes por mês a 60º e os absorventes podem lavar até 90º. Como só tenho fraldas de fibras naturais posso fazer lavagens cíclicas a altas temperaturas que evita que se acumulem resíduos ou maus cheiros.

Nota de Fluffy Diapers: Há mamãs que usam os normais detergentes de supermercado e funcionam bem, basta fazer um bom exaguamento.

 

Sabão de Côco ou Sabão Marselha

O sabão de côco ou o sabão marselha são os melhores amigos das manchas, se se fizer uma pré-lavagem à mão logo depois de se tirar a fralda as manchas não ficam. Contudo há pessoas que não podem, ou não querem ter esse trabalho, e colocam a fralda suja toda para o saco e fazem um programa com pré-lavagem. Quando estou em casa passo logo sabão e mando a fralda para o saco. É importante no entanto que as fraldas não fiquem demasiado empastadas em sabão para não correrem o risco de entupir. Eu faço sempre um programa com enxaguamento extra, assim garanto que não fica lá nada de nada! Pessoalmente prefiro sabão de côco por dois motivos: tem um cheirinho melhor e pode também ser usado tanto na pele do bebé como na nossa pele, pois é um sabão adequado para peles sensíveis.

Nota de Fluffy Diapers: O sabão de côco também é adequado para a lavagem de lãs.

 

Liners

Normalmente só se usam quando os bebés começam os sólidos. São pedaços de papel biogegradáveis que servem para amparar os cocós mais ameaçadores e para proteger as pessoas mais impressionáveis. Quando há cocó o liner é colocado na sanita e vai pelo autoclismo abaixo, quando há xixi o liner é colocado no saco juntamente com as fraldas sujas para ir para lavar. Dependendo das marcas os liners reutilizam-se por 2, 3, 4 ou mais vezes. Eu costumo colocá-los num saquinho de rede para roupa delicada e já está!

 

Fleeces

São tiras de poliester (polar) que servem para manter o rabinho seco. Há quem os utilize durante o dia também, mas eu apenas uso de noite. Os fleeces permitem que o rabinho do bebé esteja sempre seco pois não deixam passar a humidade. Os fleeces são baratinhos normalmente mas quem pretender fazer a coisa de forma mega económica pode comprar uma mantinha polar do IKEA e cortar retângulos e tem exemplares para vários anos!

Nota de Fluffy Diapers: se optar por fibras naturais pode usar fleeces de algodão biológico ou fleeces/linguetas de lã ou de seda crua, que ajudam também na regeneração da ele. As nossa linguetas/liners de lã podem ir à máquina em lavagem delicada.

Creme

Normalmente bebés que usam fraldas reutilizáveis não fazem assaduras com frequência não havendo necessidade de serem barrados de creme. A minha recomendação é óleo de côco que, para além de ser natural, tem propriedades regenerantes também e é hidrossolúvel. Há cremes compatíveis com fraldas reutilizáveis, especialmente de marcas bio, mas a maior parte dos cremes-barreira comuns tende a entupir o tecido das fraldas. Se se usar um liner ou um fleece por cima não há problema em usar um desses cremes comuns. O meu filho raramente assa mas nessas situações uso um creme artesanal à base de azeite, calêndula e óxido de zinco (reponsável pela regeneração da pele).

 Retirado de:

http://www.eumae.pt/pt/post/filhos/mae.bio.logica.acessorios.fraldas.reutilizaveis 

http://www.eumae.pt/pt/post/filhos/mae.bio.logica.fraldas.reutilizaveis.marcas.modelos 

×